top of page

Oferta e Demanda de Matéria-Prima Florestal

Grandes companhias vêm anunciando investimentos bilionários para expandir a produção a fim de dar conta da demanda mundial por produtos que tem na madeira de árvores plantadas a principal matéria-prima.


Nosso país tem cerca de 10 milhões de hectares ocupados com árvores para fins industriais. No entanto temos problemas com produtividade, a qual encontra-se estagnada. A média de produtividade do eucalipto, por exemplo, é estimada em 32,7 m³/ha/ano desde 2014. (Fonte: Ibá)


Se por um lado o Brasil tem os maiores índices do mundo no crescimento de espécies de pinus e eucalipto, por outro faltam áreas disponíveis para desenvolver plantios florestais. A silvicultura disputa espaço com lavouras como soja e milho, as quais tem liquidez quase imediata, e são muito mais atrativas para produtores rurais. As mudanças climáticas e o surgimento de novas pragas também são uma ameaça real.


Estamos diante de uma possível escassez de matéria-prima?


Para mergulhar no tema, convidamos quatro experts no assunto, que irão participar do painel “Oferta e Demanda de Matéria-Prima Florestal”. São eles:  Bruno Domanowski, Gerente de Inteligência de Mercado Florestal da Suzano; Marcelo Wiecheteck, Head de Desenvolvimento Estratégico da STCP; Robinson Cannaval Junior, Sócio do Grupo Innovatech; e Samuel Figueiredo, Vice-Presidente de Operações da TRC. 


Saiba mais detalhes sobre o setor florestal brasileiro através deste painel. Aproveite e confira a programação completa do Wood Forest Experts, um evento online de imersão no mercado florestal e da indústria da madeira.

Kommentare


bottom of page